quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

OS EUA QUEREM SABER SE CRISTINA KIRCHNER É LOUCA

Os Estados Unidos querem saber de tudo.

Em 31/12/2009, o Departamento de Estados dos EUA enviou um telegrama secreto à embaixada americano em Buenos Aires com alguns pedidos.

O telegrama começa informando que analistas em Washington estão interessados na dinâmica da liderança argentina, particularmente em relação à Cristina Fernandez de Kirchner e Nestor Kirchner. Diz o texto que os EUA têm um entendimento mais sólido do estilo e personalidade de Nestor Kirchner do que de Cristina, por isso gostariam de “arredondar” a visão sobre a personalidade da senhora.

E segue uma lista de itens relacionados à presidente argentina que a embaixada americana em Buenos Aires deve responder:

Estado mental e físico;

Como Cristina Fernandez de Kirchner administra seus nervos e ansiedade? Como o estresse dela afeta seu comportamento em relação a conselheiros e assessores? Que medidas Cristina Fernandez de Kirchner ou os assessores dela tomam para lidar com o estresse? Ela está tomando alguma medicação? Sob quais circunstâncias ela está melhor para administrar estresses? Como as emoções de Cristina Fernandez de Kirchner afetam seu poder de decisão e como ela se acalma quando está estressada?

Como está a doença gastrointestinal de Nestor Kirchner? A doença continua a incomodá-lo? Ele está tomando alguma medicação? Bastante conhecido por seu temperamento, Nestor Kirchner tem demonstrar uma tendência maior a mudanças entre extremos emocionais? Quais os principais fatores que provocam a raiva em Kirchner?

Quando lida com problemas, Cristina Fernandez de Kirchner adota uma visão estratégica, de olhar o quadro principal ou prefere uma visão tática? Ela vê as circunstância “preto no branco”ou em nuanças?

Como Cristina e Nestor dividem o dia? Em que questões Cristina assume a liderança e em quais ela deixa para Nestor Kirchner?

Para ler o original do telegrama clique aqui.

KIRCHNER: MONSTRO E PSICOPATA

O vazamento dos telegramas diplomáticos dos Estados Unidos feito pelo Wikileaks mostra como o casal Kirchner é retratado pela embaixada americana em Buenos Aires.

Segundo um dos telegramas, Sergio Massa, chefe de gabinete do casal Kirchner, retratou o ex-presidente aos diplomatas americanos como um  “monstro” e um “psicopata”.

Em outro telegrama, os diplomatas americanos relatam a falta de habilidade do casal Kirchner no campo da diplomacia. Em 2004, segundo o texto, Nestor Kirchner deixou o presidente russo Wladimir Putin esperando no aeroporto de Moscou – para um encontro que nunca aconteceu - porque Cristina Kirchner queria passar mais tempo fazendo compras na escala anterior, em Praga.

Os relatos, em geral, tratam Kirchner como louco.

Para ler a íntegra no Wikileaks, clique aqui.

JULIAN ASSANGE

É o criador do Wikileaks.

Ele acabou de entrar para a lista de procurados da Interpol por supostos "crimes sexuais".

Um mandado de prisão contra ele teria sido expedido.

Julian Assange está em lugar ignorado.